13 maio 2009

Virada do Avesso

Hoje estou triste, zangada, virada do avesso. Triste comigo, zangada com a vida, perdida sem entender. Desfeita em mil desculpas que sinto e não devo, em mais razões para não ter, sem espaço de ser, com uma vontade atroz de desaparecer...
Hei de rir-me perante esta ironia, tão mais forte que eu, não é hoje.
Hoje apetece-me chorar, lavar-me em lágrimas, cansar-me e dormir.

1 comentário:

cardilium disse...

cansa-te e ri, lava-te das lagrimas e sorri, nas estas só. abraço conjunto