21 novembro 2009

Instinto II




Nos meus passos de agua salgada, alumio-me, enquanto murmuro dois compassos e os meus olhos sorriem.
Os opostos renascem no toque dos meus dedos, inspiro os elementos que me transcendem.
Acaricio os sentidos despertos, tão vivos.
Tenho uma flor de pedra.
Uma mão cheia de mim e outra que se solta em ti.

1 comentário:

continuando assim... disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.