20 julho 2009

Carta 1 Introdução

Tenho coisas que preciso de te dizer.
Coisas minhas que me habitam e que sinto que agora, que tu entraste em mim, precisas de conhecer.
Tenho medo que me visites, porque te amo e abri-te a minha porta.
Talvez porque eu não mostro.
Não sei porquê.
Geralmente, dizes-me que eu falo muito.
Eu sinto que falo pouco de mim.

1 comentário:

DC disse...

Nós temos o péssimo hábito de falar muito e não dizer nada !
Obrigada pela visita :D
Gosto dos teus blogs ^^